Quando devo procurar o médico coloproctologista?

Por Procto em 17/06/2022
Quando devo procurar o médico coloproctologista?

Quando devo procurar o médico coloproctologista? Mais do que tirar a sua dúvida, com este artigo apresentaremos a você em detalhes essa especialidade médica, exemplificando ainda as principais condições e sintomas tratados pelos profissionais da área. 

Desde já é importante lembrarmos da importância da consulta e do seu papel no diagnóstico e tratamento de diversas doenças, com uma atuação voltada a oferecer maior bem-estar para os pacientes. Sendo assim, é necessário que deixemos os preconceitos de lado. 

Acompanhe a leitura até o final para entender melhor a atuação do médico coloproctologista e o seu papel no cuidado da saúde. 

Quem é o coloproctologista? 

O coloproctologista é um médico especialista em tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos das doenças do intestino delgado, dos colóns, reto e ânus.  A coloproctologia é a parte da cirurgia do aparelho digestivo que tem como foco as doenças que afetam, especificamente, os órgãos citados anteriormente. 

Você, provavelmente, já ouviu falar sobre essa especialidade com o nome proctologia. Assume-se, atualmente, contudo, que ela seja melhor referida como coloproctologista, pela inclusão do estudo e tratamento das patologias que afetam não somente o reto e ânus, mas também os colóns. 

Muitas vezes a atuação desse profissional acontece de maneira conjunta com outras especialidades, como a gastroenterologia, a ginecologia, a infectologia, a urologia e a oncologia. 

Como é a formação do coloproctologista?

Para se tornar coloproctologista é necessário que o médico passe por duas especializações após cursar medicina: uma na área de coloproctologia e outra em cirurgia geral.

O que o especialista faz?

“Quando devo procurar o médico coloproctologista?”, é a pergunta que te trouxe até aqui, para respondê-la, será necessário falarmos um pouco mais sobre a atuação do médico. 

O coloproctologista trata as diversas condições que afetam os órgãos sobre seus cuidados, desde condições simples como constipação intestinal a tumores, e até mesmo, doenças sexualmente transmissíveis. 

Veja abaixo mais alguns exemplos de doenças tratadas por esse especialista: 

  • Distúrbios na evacuação
  • Doenças relacionadas a prática do sexo anal 
  • Hemorróidas
  • Fissuras anais
  • Abcessos perianais
  • Fístulas perianais
  • Lesões pós-cirúrgicas do ânus
  • Prolapso retal
  • Incontinência anal
  • Colostomia/Ileostomia
  • Plicomas anais
  • Cisto pilonidal
  • Tumores benignos e malignos no intestino grosso, delgado e no reto
  • Doença diverticular do intestino
  • Doenças intestinais inflamatórias (retocolite ulcerativa inespecífica e Doença de Crohn)

Quando devo procurar o médico coloproctologista?

Mesmo que não estejam presentes sintomas de doenças no intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus, é importante consultar o coloproctologista. A consulta com o especialista deve ser realizada de maneira preventiva, bem como acontece com outras especialidades médicas. 

O acompanhamento é recomendado anualmente para pessoas acima de 45 anos de idade. Caso haja em sua família histórico de câncer intestino, isso deve começar já aos 40 anos de idade ou 10 anos antes da idade do familiar mais jovens que teve a doença.

A consulta preventiva é essencial para o diagnóstico precoce e para prevenção de doenças graves, especialmente, do câncer de intestino. 

Além disso, independente da idade, você deve procurar o médico coloproctologista caso sinta algum desconforto que possa se relacionar com os órgãos que são de seu cuidado. 

Veja alguns exemplos: 

  • Constipação intestinal
  • Dificuldade para evacuar
  • Sangramento anal
  • Dor anal
  • Caroço ou nódulo na região anal
  • Diarreia persistente 
  • Alterações no funcionamento do intestino
  • Incontinência anal
  • Cólicas e dor frequente na região abdominal
  • Abaulamentos anais
  • Sinais e sintomas relacionados ao sexo anal

Se possível, procure o médico desde o início dos sintomas. Muitos problemas podem parecer simples, inicialmente, e acabam evoluindo para uma doença mais grave, dificultando o tratamento e prejudicando ainda mais a saúde e bem-estar do paciente. Além disso, o diagnóstico precoce é essencial em casos de doenças sérias, aumentando as chances de cura. 

Durante a consulta, informe todos os sintomas experimentados e seu histórico familiar. O especialista, provavelmente, fará um exame físico e solicitará alguns exames complementares se isso for necessário. Procedimentos como colonoscopia, anuscopia e rectosigmoidoscopia podem ser necessários. 

A orientação quanto ao tratamento irá depender, diretamente, do diagnóstico realizado pelo coloproctologista e da história do paciente. Podem ser receitados remédios, pomadas e em casos mais complexos, intervenções cirúrgicas. Mudanças na alimentação e no estilo de vida também são importantes. 

Conheça o Dr. Alexandre Nishimura

Como cirurgião geral e coloproctologista te auxiliarei nos tratamentos clínicos e cirúrgicos destas áreas, tais como, hemorróidas, fístulas anais, fissuras anais, cisto pilonidal, câncer de intestino, diverticulose, plicomas anais, “coceira” no ânus, hérnias de parede abdominal, colelítiase (pedra na vesícula), apendicite, constipação intestinal, diarreias, doenças inflamatórias intestinais (Retocolite ulcerativa e Doença de Crohn), Tailgut cyst, endometriose intestinal, colostomia, ileostomia, entre outras.

Além disso, além de estar atuando nos melhores hospitais de São Paulo/SP, trabalho na busca contínua do aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas para te auxiliar nos diversos tratamentos com eficiência e com o foco voltado ao seu bem-estar.

Entre em contato e agende uma consulta.

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..