Sangue oculto nas fezes: não se desespere, o médico coloproctologista pode te ajudar!

Por Procto em 26/07/2022
Sangue oculto nas fezes: não se desespere, o médico coloproctologista pode te ajudar!

Fala-se em sangue oculto nas fezes quando estão presentes pequenas quantidades de sangue nas fezes, contudo, a quantidade não pode ser vista a olho nu, sendo detectada apenas através do exame de pesquisa de sangue oculto nas fezes. 

O procedimento é recomendado para diagnosticar sangramentos no trato digestório, sintoma que pode ser indicativo de condições variadas, desde problemas inflamatórios e úlceras a câncer de cólon. 

Continue a leitura deste artigo e entenda melhor o exame de sangue oculto nas fezes, conheça as principais condições relacionadas e descubra como o coloproctologista pode ajudar.

Quando o exame de sangue oculto nas fezes é solicitado?

Além de ser um dos exames de rotina realizados por mulheres e homens com mais de 40 anos de idade que possuem histórico de câncer colorretal na família, o exame de sangue oculto nas fezes é recomendado diante da suspeita de condições que afetam o trato gastrointestinal e para pessoas com mais de 45 anos de idade sem histórico familiar de câncer.

Como o exame é realizado?

Para realização do exame serão fornecidos fracos próprios para que seja feita a coleta. A evacuação deve ser realizada, diretamente, nesses recipientes ou em um vaso sanitário limpo e seco para evitar contaminações da amostra, o que poderia afetar o resultado.

Embora varie de acordo com o laboratório escolhido para o exame, geralmente são recomendadas coletas de todas as evacuações do dia, em alguns casos são requeridas 3 coletas em dias diferentes e consecutivos.

Após a evacuação, os frascos devem ser bem fechados e entregues no laboratório o quanto antes.

Resultado do exame

A interpretação do exame é simples. Veja:

Resultado positivo

Quando positivo, o exame aponta a presença de sangue oculto nas fezes. Nesses casos, é, costumeiramente, requerida uma colonoscopia para identificação da causa do sangramento.

Resultado negativo

Quando negativo, o exame aponta que não há sangue oculto nas fezes ou mesmo que não foi possível sua identificação. Mesmo diante de um resultado negativo, é essencial alinhar com o médico sobre o diagnóstico e seguir as suas orientações. 

É importante ressaltar que uma certa quantidade de sangue é perdida, fisiologicamente, pelo tubo digestivo, por isso, os métodos de investigação têm sensibilidade para identificar apenas valores acima de 5 mL. Outro fator importante é que nem todo câncer de intestino gera sangramento, por isso é muito importante seguir as recomendações de um coloproctologista quanto a exames complementares para a  prevenção do câncer colorretal.

Principais causas de sangue oculto nas fezes

O exame deu positivo? Veja quais são as principais causas de sangue oculto nas fezes. 

  • Pólipos benignos no intestino;
  • Hemorroidas;
  • Úlceras no estômago ou duodeno;
  • Colite ulcerativa;
  • Doença de Crohn;
  • Doença diverticular;
  • Câncer colorretal.

Preparo para o exame

O exame de sangue oculto nas fezes exige alguns cuidados. Dentre as principais recomendações para o período de colega (geralmente 3 dias), temos: 

  • Evitar consumir certos alimentos: rabanete, couve-flor, brócolis, beterraba, feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, milho, azeitona, amendoim, espinafre e maça. 
  • Evitar certos medicamentos que podem irritar o estômago: anti-inflamatórios, aspirinas e  também suplementos de vitamina C e ferro.
  • Aguardar pelo menos 3 dias após o fim do período menstrual para o exame no caso das mulheres. 

Além disso, não é recomendada a realização do exame se a pessoa apresentar sangramento na gengiva ou no nariz, pois o indivíduo pode acabar engolindo o sangue e eliminando-o nas fezes, causando alterações no resultado do teste.

Como um coloproctologista pode ajudar

O coloproctologista é especialista no diagnóstico e tratamento das doenças que afetam o cólon, o reto e o ânus.

Você deve procurá-lo diante de sintomas como:

  • Sangramentos;

  • Dores anais;

  • Caroços na região anal;

  • Coceira na região anal;

  • Secreção purulenta;

  • Dores abdominais;

  • Diarreia;

  • Constipação;

  • Dor ao evacuar;

  • Dificuldade de evacuar;

  • Dificuldade em segurar as fezes.

As principais doenças tratadas pela especialidade são: 

  • Doenças inflamatórias intestinais;

  • Infecções causadas por bactérias, vírus e parasitas;

  • Distúrbios funcionais;

  • Diarreias crônicas;

  • Constipação intestinal;

  • Abscessos anais;

  • Hemorroidas;

  • Incontinência anal;

  • Fístulas anorretais;

  • Pólipos intestinais;

  • Fissuras anais;

  • DSTs, como sífilis e condilomas.

Como você pode imaginar, o sangue oculto nas fezes faz parte do seu escopo de trabalho. O especialista irá solicitar o exame quando necessário, analisar os resultados e, a partir disso, orientar quanto ao tratamento adequado para cada caso de acordo com as causas identificadas.

Conclusão

O exame de sangue oculto nas fezes é parte do diagnóstico de diversas condições que afetam o trato gastrointestinal, investigação que deve ser guiada pelo médico coloproctologista. 

Contudo, é importante informar que apesar de o procedimento ser considerado um exame de triagem, ele não é suficiente para o diagnóstico na maioria dos casos, devendo ser recomendada também uma colonoscopia, exame padrão ouro para suspeita de doenças intestinais, diante de resultados positivos. 

Em caso de suspeita de sangue oculto nas fezes, procure um coloproctologista. Entre em contato e agende agora mesmo a sua consulta.

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..